segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Tocando Fantasmas

Foto de autor desconhecido.

Minha mão esquerda é sua mão direita. Seu corpo é mar...

5 comentários:

Virgínia Santiago disse...

Dois lados de um espelho na moldura do silêncio.
Devaneio noturno na madrugada do esquecimento.
Entendo... Atendo... compartilho sentimento.
Saudade habita voando no pensamento.

Anônimo disse...

...

Quem é o Mar?

Antes que o sonho (ou o terror) tecera
mitologias e cosmogonias,
antes que o tempo se cunhasse em dias,
o mar, sempre o mar, já estava e era.
Quem é o mar? Quem é o violento
e antigo ser que destrói os pilares
da terra, e é só um e muitos mares,
e abismo e resplendor e azar e vento?
Quem o olha vê-o pela vez primeira,
sempre. Com assombro tal que as coisas
elementares deixam, as formosas
tardes, a lua, o fogo da fogueira.
Quem é o mar, quem sou? Sei-o no dia
que virá logo após minha agonia.

Jorge Luis Borges

Rio das Dores disse...

Conflui(ría) enquanto gastava o mar assim-(?)
Eu quis que a dor sumisse..

Sonia disse...

Caríssimo Léo. Sempre um escrevinhador!!! Poeta proseador...parabéns pelo Blog, pelo filme e pelos textos. Bjos! Sônia Andrade Gottardi (faz tempo, não é?)

Sonia disse...

Caríssimo Léo...quanto tempo! Continua um poeta - proseador...escrevinhante e pensador!

Parabéns pelo Blog, pelo filme, pelos textos...quanto tempo! Onde anda vc?
Bjs.

Sônia Gottardi